Lâmpada inteligente: provavelmente seu primeiro dispositivo smart

As lâmpadas inteligentes chamam muito a atenção de todos, elas são muito interessantes e fáceis de instalar. Além disso, existem as lâmpadas RGB que mudam de cor. Mas nem tudo são flores, e você precisa tomar cuidado para não se frustrar.

Não é incomum que a lâmpada inteligente seja o primeiro dispositivo inteligente de muitas pessoas. Quando comecei a fazer a automação residencial aqui de casa, o primeiro dispositivo que comprei foi a lâmpada. Na verdade, eu nem sabia o que era automação residencial na época.

E isso acontece bastante, as lâmpadas são muito chamativas. Além disso, a sua função é muito clara e objetiva. Por isso, tem um apelo muito grande. E, como sempre digo, todo mundo gosta de automação residencial. E todo mundo gosta de lâmpadas inteligentes (se mudar de cor então…).

Mas, a lâmpada pode ser traiçoeira e você pode se frustrar com o seu uso. Por isso, presta atenção aqui que vou te explicar tudo…

O que é a lâmpada inteligente?

Quando falo “lâmpada inteligente”, imagine uma lâmpada que possui um controlador interno permitindo que seja configurada de diversas formas. Uma lâmpada, assim como outros dispositivos, pode utilizar diversos canais (ou protocolos) para se comunicar. Algumas opções são:

  • Infravermelho
  • Wi-Fi
  • ZigBee

As lâmpadas mais simples, são controladas via infravermelho. Para controlá-las é necessário um controle remoto (como aquele que você usa na sua TV), algo mais ou menos assim:

lampada inteligente controle ir - Lâmpada inteligente: provavelmente seu primeiro dispositivo smart
Controle genérico de lâmpada e fita de LED

Esses controles têm o alcance limitado. Então é necessário que você esteja no ambiente para controlar a lâmpada.

Já as lâmpadas Wi-Fi se conectam diretamente na internet através do seu Wi-Fi. Assim, você consegue controlá-las de qualquer lugar. Basta que a lâmpada esteja com sinal e você também.

As lâmpadas ZigBee utilizam o protocolo ZigBee. Para usá-lo é um pouco mais complexo, nada difícil. Basicamente, a lâmpada de conecta a um hub ZigBee e este se conecta à internet. O resultado é parecido com a lâmpada Wi-Fi, mas você precisa deste hub no meio do caminho.

Para facilitar nossa vida, a partir de agora vou supor que estamos falando de lâmpada Wi-Fi. Ela é mais completa que a lâmpada infravermelho e mais simples que a ZigBee.

Uma grande vantagem da lâmpada inteligente, é que ela é muito fácil de instalar. Você precisa apenas rosqueá-la no soquete e pronto! Já está funcionando.

É lógico que você vai precisar parear com o aplicativo, isso também é bem simples. Mas o ponto principal da instalação é um dos mais simples entre os dispositivos inteligentes.

Funcionalidades de uma lâmpada inteligente

Existem muitos modelos de lâmpadas inteligentes, desde os mais simples até os mais complexos. Basicamente uma lâmpada inteligente pode permitir:

  • Ligar e desligar
  • Alterar brilho
  • Mudar a temperatura
  • Mudar a cor da luz

É claro que cada uma dessas funcionalidades pode estar presente ou não. Depende do modelo da lâmpada em questão. Por exemplo, a lâmpada só poderá mudar a cor se ela for RGB. Nem todos os modelos são RGB.

Geralmente todas as lâmpadas têm a função de ligar / desligar e alterar o brilho. Dito isso, a lâmpada pode ser branca ou RGB.

As lâmpadas são controladas via aplicativo, então você pode fazer automações também. Você pode programá-las, por exemplo, para acender ao pôr do sol e apagar em um determinado horário.

Uma automação muito legal, é programá-la para acender com um brilho bem baixo e aumentar gradativamente na hora de acordar. É um despertador diferente que irá te acordar de uma forma mais tranquila.

Além disso, se você estiver fora de casa e não ter certeza que desligou a luz, basta checar o aplicativo. Se estiver ligada, você poderá desligá-la imediatamente.

Lâmpada inteligente branca

A lâmpada branca só emite luz na cor branca. Mas existem diferenças de temperatura:

  • Branco quente é um branco que se aproxima do vermelho (ou amarelo)
  • Branco frio é um branco mais próximo do azul
lampada inteligente comparacao temperatura - Lâmpada inteligente: provavelmente seu primeiro dispositivo smart
Comparação da temperatura dos brancos. Crédito: Plug Design

Como você pode acompanhar na imagem acima, as cores quentes são definidas como 2700K, já as cores brancas como 6500K. Esse K é de Kelvin, a unidade de temperatura.

Algumas lâmpadas inteligentes brancas, permite que você possa escolher a temperatura do branco. Cores quentes são mais aconchegantes. Por isso, devem ser usadas em casa quando você quiser descansar.

Já o branco frio é usado em escritórios, pois te deixa mais atento e é propício para ambientes onde a atenção é muito necessária.

Se você estiver atrás de uma lâmpada branca inteligente, dê uma olhada nessa opção da Positivo.

Lâmpada inteligente RGB

A lâmpada RGB permite que você possa escolher a cor da luz. RGB significa RedGreenBlue, ou seja, Vermelho – Verde – Azul. Isto porque essas cores são primárias.

Você consegue qualquer cor se combinar essas três cores. Se você juntar todas essas cores, você obtém o branco. Outro exemplo, você consegue o amarelo se juntar o verde e o vermelho.

lampada inteligente rgb - Lâmpada inteligente: provavelmente seu primeiro dispositivo smart
Mistura de cores usando o RGB. Crédito: StackOverflow

Lâmpadas RGB podem ser muito divertidas, isso porque além de poder escolher as cores, ela também têm modos. Você pode, por exemplo, configurar para que ela fique piscando em cores diferentes, ou faça transições entre as cores.

Acredito que esse, junto com a fácil instalação, é um dos principais motivos que tornam as lâmpadas tão populares.

Um ponto importante que você deve tomar cuidado é em relação à potência da lâmpada. Aquelas mais baratas tendem a não ter uma grande potência com as luzes coloridas quando comparada à branca.

Como a luz branca é a junção do vermelho, verde e azul então essas três cores juntas acabam tendo uma potência mais interessante. Mas individualmente elas acabam deixando um pouco a desejar.

Mas de novo, tudo isso depende da sua aplicação. Será que você precisa da luz colorida tão forte assim?

Aqui em casa eu tenho as lâmpadas da Yeelight. Elas são bem fortes, inclusive nas luzes coloridas. Também você tem a opção de lâmpadas ZigBee.

Outro modelos

As lâmpadas de inteligentes não se limitam a lâmpadas brancas e RGB, existem outros tipos e modelos. A ideia de todas é a mesma: ser controlada via aplicativo.

Um exemplo muito legal que é muito utilizado na decoração de ambientes é a lâmpada retrô de filamento. Ela torna o clima do ambiente muito agradável, além de ser muito bonita. E claro, você consegue controlá-la via aplicativo para ligar, desligar e alterar o brilho.

Uma outra opção de modelo são as lâmpadas dicroicas. Essas lâmpadas geralmente são embutidas em sancas de gesso, deixam um clima muito legal no ambiente e são controladas via aplicativo.

Assistentes virtuais

Tanto a Alexa quanto o Google Assistente têm suporte às lâmpadas inteligentes. Os assistentes permitem ligar / desligar, alterar o brilho e a cor da lâmpada.

lampada inteligente alexa - Lâmpada inteligente: provavelmente seu primeiro dispositivo smart
Lâmpada inteligente RGB na Alexa

Um ponto importante é que o modelo em si precisa ter integração com a Alexa e Google Assistant. Se o modelo não tiver integração, não será reconhecido no assistente.

Por isso, antes de comprar verifique o suporte dos assistentes de voz.

Tome cuidado com as lâmpadas inteligentes

Eu disse que as lâmpadas inteligentes são muito interessantes, mas você deve ter cuidado pois elas podem ser traiçoeiras. E vou te explicar agora.

A lâmpada é um dispositivo inteligente e ele tem um módulo que é usado para se comunicar com a internet. E esse módulo é um componente eletrônico.

E como um componente eletrônico funciona? Com eletricidade!

Então, o que acontece se a lâmpada estiver sem energia? Ela não funciona!

E isso é um problema para as lâmpadas porque existe o interruptor. Como o nome diz, o interruptor interrompe a corrente elétrica. Logo, se você desligar o interruptor da lâmpada inteligente, ela fica sem energia e não funcionará mais.

Quando o interruptor estiver desligado, a lâmpada estará indisponível. Para você usá-la em sua totalidade, você deve desligar a lâmpada através do aplicativo e não através do interruptor.

Isso acontece porque quando a lâmpada é desligada através do aplicativo o que desliga é a luz, mas o módulo continua energizado. Então, quando você der o comando de ligar, o módulo ligará novamente a luz.

Por isso, é importante pesquisar antes de comprar. Assim você evita de se frustrar.

Aqui em casa, eu tenho lâmpadas RGB e controlo no interruptor normal. Isso porque, no meu caso, não acho um problema ter que ligar a lâmpada no interruptor e esperar alguns segundos para conseguir mexer na cor e brilho.

Tudo vai de acordo com o seu uso.

Uma alternativa interessante, é o interruptor inteligente. Ele permite ligar e desligar a iluminação sem esse tipo de problemas. Mas não consegue, por exemplo, mudar a cor da lâmpada.

Conclusão

Lâmpadas inteligentes são dispositivos que muitas pessoas buscam por alguns motivos:

  • Fácil instalação
  • Várias aplicações
  • Diversão

E existem vários modelos de lâmpadas, desde os mais simples com apenas uma cor, até outros mais complexos com várias opções de cores.

Além disso, as lâmpadas têm diversos modos de conexão. Pode ser Wi-Fi, ZigBee, infravermelho, etc…

E claro, tome cuidado com a aplicação da lâmpada. Pois o uso conjunto com interruptores tradicionais pode prejudicar o uso dependendo de como você vai utilizá-la.

Você tem lâmpadas inteligentes? Já tem na sua casa? Comenta aí para a gente ficar sabendo.

Eu te vejo na próxima, tchau!

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *